O Uso de Provérbios, Máximas e Expressões Populares no Ensino de Inglês

 

Renato Schmidt
Pós-graduando FZEA/USP
rjsbr@yahoo.com

Rogério Lacaz-Ruiz
Prof. Dr. Metodologia Científica FZEA/USP
e-mail roglruiz@usp.br


“I know what I like and I like what I know”
 (Peter Gabriel - Genesis)

"Ópera em inglês faz tanto sentido quanto beisebol em italiano"
 H. L. Mencken

“I hear and I forget, I see and I remember, I do and I understand”
 (Provérbio Chinês e Aforisma Educacional)

"Diz-me e eu esquecerei, ensina-me e eu lembrar-me-ei, envolve-me e eu aprenderei.”
 (Provérbio chinês)

“Make time for time” M.Shoenacker

“Não faça nada sem alegria.”

 

Introdução

            A língua falada quase sempre representou uma forma de dominação[1]. Se hoje nós falamos o português, tal fato se deve a termos sido colônia de Portugal. O mesmo ocorreu com os demais países da América, que falam o espanhol ou o inglês. E quem domina, leva sua língua, sua cultura, seus valores e tradições. No caso do Brasil, falamos o português, mas não podemos esquecer da enormes influências indígenas e africanas em nossa cultura, bem como a dos imigrantes italianos, alemães, japoneses, árabes, espanhóis etc..

            Aprender uma língua, implica - em alguma medida - em conhecer o modo de ser dos povos que falam esta língua. Ter vocabulário ajuda, mas não é tudo; é preciso saber as sutilezas de contexto (como e quando usar/não usar cada palavra etc.). Aprender o inglês nos dias de hoje, é uma necessidade de muitos. O inglês se tornou imprescindível, uma língua universal, seja no meio científico ou comercial. Dentre as inúmeras estratégias de ensino de uma língua, os provérbios aparecem na forma de complemento. Ninguém aprende uma língua pelos provérbios, mas pode fazê-lo com os provérbios. Com a vantagem adicional de que os provérbios minimalizam o contexto, permitindo "isolar" poucas palavras.

O uso dos provérbios no ensino

            Os provérbios e máximas são expressões que podem ser amplamente utilizados em nosso cotidiano. Na internet, encontramos mais de 67 mil sites relacionados a essa palavra. Enquanto que alguns sites abordam o Livro dos Provérbios, outros recolhem artigos da revista eletrônica DeProverbio de uma universidade australiana. Em menor número, estão os sites contendo comentários e programas de ensino que utilizam os provérbios como forma de resgate e lembrança de valores culturais dentro da sala de aula.

            Trabalhar mentalmente com expressões já existentes ajuda a pensar na língua que se quer aprender, em vez de gastar tempo com a tradução literal de cada palavra. Neste último caso, se nota que muitas vezes a tradução palavra por palavra, mais confunde do que ajuda. No caso Life is like a grammar lesson: you find past perfect and present tense. Literalmente teríamos, A vida é uma lição de gramática: você acha o passado perfeito, e o presente tenso...[2]

            Praticamente todos os provérbios populares ilustram essa bidirecionalidade, funcionando de forma semelhante, ou seja, ativando um referencial oculto, mas familiar... E apresentando-nos, de forma maximamente enxuta, junto com a outra língua, outro modo de visão da realidade...

Os provérbios na sala de aula[3]

            O objetivo inicial do uso de provérbios na sala de aula foi uma idéia aparentemente simples; não havia nenhuma ambição de inovar as técnicas de ensino vigentes. Numa busca na internet, selecionamos provérbios em inglês, pensando em sua possível utilização em aulas de inglês. O público alvo foram alunos que trabalhavam a semana toda, full time. Lecionar durante os fins de semana é tarefa difícil. Pensar na alternativa dos provérbios no inicio das atividades foi uma alternativa. Assim sendo, à semelhança das provas automobilísticas, onde os pilotos aquecem os pneus antes das corridas, surgiu a idéia original de se fazer um warm-up (aquecimento) com os provérbios, antes de começar a aula propriamente dita.

            A prática consiste em escrever um provérbio na parte superior do quadro, e comentá-lo. É importante que os provérbios utilizados sejam relacionados a temas light, irônicos ou engraçados[4], como:

The whisper of a pretty girl can be heard further than the roar of a lion.– O suspiro de uma moça linda pode ser melhor ouvido que o rugido de um leão;

A bargain is something you cannot use at a prize you cannot resist. - Uma pechincha é algo que não se pode usar, a um preço que não se possa resistir;

If you can’t convince them, confund them. - Se não puder convencê-los, confunda-os;

We buy things we don’t need, with money we don’t have, to impress people we don’t know. - Compramos coisas que não precisamos, com dinheiro que não temos, para impressionar pessoas que não conhecemos;

When I’m right, no one remembers it, when I’m wrong, no one forgets it. - Quando estou certo, ninguém se lembra, quando estou errado, ninguém esquece;

A closed mind is like a closed book, just a block of wood. - Uma mente fechada é como um livro fechado, simplesmente um bloco de madeira;

You only have one chance to make a first impression. – Você só tem uma chance de fazer uma primeira impressão;

Imagination is inteligence having fun. - A imaginação é a inteligência se divertindo;

Life is full of surprises; just say never and you’ll see. - A vida é cheia de surpresas; basta dizer nunca e você verá;

            Com o passar do tempo, foi possível observar o interesse dos alunos em virtude do potencial dos provérbios. A prática do uso de provérbios acabou se transformando em novidade, e até mesmo os funcionários e colegas da escola onde as aulas são ministradas perguntaram: - O que estava sendo feito?, - Quais os motivos? – Onde era possível encontrar este tipo de material?, - Quais os resultados alcançados?, etc.

            Aproveitando o “sucesso”, decidimos ampliar os temas dos provérbios. Dividi-los em temas que pudessem resgatar valores ou até mesmo ensinar no caso dos mais jovens. Os principais temas foram:

Autoconfiança, determinação e força de vontade

Never let a problem become an excuse. - Nunca deixe um problema tornar-se uma desculpa;

No one can make you fell inferior without your consent. - Ninguém pode lhe fazer sentir inferior sem o seu consentimento;

Opportunities are like sunrises; if you wait too long, you miss them. - A oportunidade é como o nascer do sol, se espera muito, você a perde;

A goal without a plan is just a wish. - Um objetivo sem um plano não passa de um desejo;

The person who removes a mountain begins by carrying away small stones. - A pessoa que move montanhas começa carregando pedregulhos;

Ability can take you to the top, but it takes character to keep you there. - Sua capacidade pode levá-lo para o topo, mas é preciso caráter para mantê-lo lá;

Ability is what you’re capable of doing, motivation determines what you do, attitude determines how well you do it. - Capacidade é o que você pode fazer, a motivação determina o que você faz e a atitude determina o quão bem você o faz;

Killing time murders opportunities. - Matar o tempo é assassinar as oportunidades;

The man who makes no mistakes, does not usually make anything. - O homem que não comete erros, geralmente não faz nada;

Pain is temporary, victory is forever. - O sofrimento é passageiro, a vitória é para sempre.

Qualidade de vida;

Quality is the presence of value, not the absence of mistake. - Qualidade é a presença de valores, não a ausência de erros.

Take time to relax especially when you don’t have time for it. - Arranje tempo para relaxar especialmente quando você não tem tempo para isso;

There’s no pillow so soft as a clear conscience. - Não há travesseiro mais fofo do que uma consciência limpa;

If you want to feel rich, just count all things you have that money can’t buy. - Se quiser sentir-se rico, basta contar somente as coisas que tem e que o dinheiro não pode comprar;

You don’t marry someone you can live with; you marry the person with whom you cannot live without - Você não se casa com quem pode viver junto, mas sim com quem não pode viver sem;

Choose a job you like and you’ll never have to work a day in your life - Escolha um emprego que você goste e nunca terá que trabalhar nenhum dia na sua vida;

If you laugh a lot, when you get old your wrinkles will be in the right places. - Se rir bastante, ao envelhecer suas rugas estarão nos lugares apropriados.

            Além do objetivo primário (didático e explícito), fica claro que os provérbios representam (geralmente) uma forma de resgate e lembrança da dignidade do ser humano. A formação ampla - proposta hoje pelos Parâmetros Curriculares - é propiciada pelos provérbios, a partir dos quais pode-se discutir valores como cidadania, solidariedade etc.  Os exemplos a seguir, prosseguem a exploração antropológica.

A good exercise for the heart is to bend down and help another up. - Um bom exercício para o coração é abaixar e ajudar alguém a se levantar;

To feel resented is to drink poison and wait for the other’s death. - Sentir ressentimento é beber veneno e esperar pela morte da outra pessoa;

Hating someone is like burning down your house to get rid of a mouse. - Odiar alguém é como queimar sua casa para se livrar de um rato;

The best way to have the last word is to apologize. - A melhor maneira de ter a última palavra é se desculpando;

To love is to risk getting hurt, not to risk loving is the greatest risk of all. - Amar é arriscar a se machucar; não arriscar a amar é o maior risco de todos;

Today’s beautiful moments are tomorrow’s beautiful memories. Os momentos bonitos de hoje são as memórias bonitas de amanhã;

The future belongs to those who believe in the beauty of their dreams. - O futuro pertence àqueles que acreditam na beleza dos seus sonhos;

The heart that loves is always young. - O coração que ama é sempre jovem;

The noblest revenge is to forgive. - A mais nobre vingança é perdoar;

            A verdadeira relação professor-aluno, acontece das formas mais diversas, mas sempre quando existe uma abertura para o outro. Escutar um provérbio é sempre uma ocasião de olhar para os outros, mas também para si mesmo, seja na forma de exame pessoal ou juízo de alguma situação. Não poucas vezes, os alunos ficavam surpresos com o significado de alguns provérbios, comentando durante ou após a aula.

            A imaginação é pródiga, e permite o pensamento por parte de todos. E de fato, algumas das sentenças que apresentamos a seguir são extremamente sugestivas:

The greatest actions of love often got unnoticed. - Os maiores atos de amor freqüentemente não são notados;

Second place is the first loser. - Segundo lugar é o primeiro perdedor;

Always say good words for loving ones, it may be the last time you’ll see them. - Sempre diga boas palavras para pessoas queridas, talvez você as esteja vendo pela última vez;

Those we hurt the most are often those we love the most. - Aqueles que mais machucamos são normalmente os que mais amamos.

Considerações finais

            A autonomia do professor em sala de aula, deve ser uma das prerrogativas da escola. Onde há liberdade, há criatividade. Desta forma, a inserção de alguma nova atividade, reflete a preocupação do professor em relação aos alunos; e os resultados são semelhantes aos do sal num prato de comida, uma enzima numa reação química, isto é, maiores do que era esperado.

            Sem querer ter o mérito da originalidade, é possível comentar uma experiência que deu certo, pois esta de acordo com o nuevo humanismo  de Quintás[5], que valoriza o encuentro como forma de enriquecimento mútuo. Neste caso, são criados campos de liberdade e possibilidades; e aí se superam as barreiras internas e externas. O encontro não é mera proximidade. É como um fogo, uma fonte de energia, de alegria e entusiasmo. Usar os provérbios em sala de aula, é uma  forma de se expor, fazer pensar no significado das coisas, e de pensar num ideal, numa hierarquia de valores. E "sem querer querendo", os provérbios quebravam as possíveis barreiras na relação professor-aluno, e de certa forma, a sua lembrança era como um pano de fundo. Esta atividade também resgatou o respeito entre as partes, principalmente pelo fato dos alunos, enxergarem o professor, como alguém que olhava para eles e por eles, que os respeitava.

            Existe cada vez mais, sites na internet sobre provérbios, e coletâneas de frases ditas por pessoas que fizeram a história.[6] Até mesmo “escolas virtuais” trazem no seu calendário, atividades relacionadas ao uso dos provérbios.[7]

            A maioria dos provérbios são anônimos, mas a criatividade de quem lê, no mínimo, deve ser a mesma daquele que os criou. Para todos estes Anônimos, podemos agradecer, pois seguiram a máxima do Faz o bem, sem olhar a quem.

Referências Bibliográficas

Castro, P.M.S.T. A docência universitária - altos e baixos da profissão [on line] em 18-8-99: http://www.fe.up.pt/~ptcastro/doc.html, 1998.

Cestaro, S.A.M.  O ensino de língua estrangeira: história e metodologia.Videturvol.6, p.46-56, 1999.



[1] Cf Cestaro in: URL http://www.hottopos.com.br/videtur6/selma.htm

[2] O "correto" seria: A vida é como uma lição de gramática: você acha o pretérito perfeito e o presente do indicativo. (?!)

[3] Uma excelente fonte de provérbios para quem pretende usá-los nas salas de aula, está no URL http://www.oneliners-and-proverbs.com

[4] Neste caso, é importante diferenciar esta atividade da aula propriamente dita.

[5] Alfonso López Quintás (1999). Conferência: http://www.hottopos.com.

[6] Teaching of others teaches the teacher. English Proverb; A good beginning makes a good ending.Old English Proverb; Fortune sides with him who dares. Virgílio (Eneida); He who seized the right moment is the right man. Goethe (Fausto); The great man is he who does not lose his child's heart. Mencius; Political power is merely the organized power of one class to oppress another. Karl Marx; You may have to fight a battle more than once to win it. Margaret Thatcher; When one door is shut, another one opens. Miguel De Cervantes I'd rather be a failure at something I enjoy than be a success at something I hate. George Burns; There are no shortcuts to anyplace worth going. Beverly Sills; Kind words can be short and easy to speak, but their echoes are truly endless. Mother Teresa; Often the best way to win is to forget to keep score. Marianne Espinosa Murphy; The truth of the matter is that you always know the right thing to do. The hard part is doing it. Gen. H. Norman Schwarzkopf; You must do the things you think you cannot do. Eleanor Roosevelt; We know what a person thinks, not by what her says, but by his actions. Isaac Bashevis Singer; Change is not so much about being the first one to embrace a new idea, but being the first to forget an old one. Tom Peters.

[7] Como é o caso da The English Teacher's Assistant Newsletter, no URL: http://www.etanewsletter.com/discussion.htm